Politica

O que era Trump representou para os EUA e para o Brasil

Em menos de 72 horas se encerra nos Estados Unidos o mandato de Donald Trump na presidência do país, no que pode vir a ser chamado pela História de Era Trump. Um período de apenas quatro anos, de janeiro de 2017 a janeiro de 2021, em que o republicano Donald J. Trump comandou a Casa Branca, como o 45º presidente do país.

Na manhã do próximo dia 20, Trump sairá da residência oficial em Washington D.C. e não mais voltará — ao menos pelos próximos quatro anos. A expectativa é que ele siga diretamente para a Flórida, onde tem uma mansão, sem sequer passar pela cerimônia de posse de seu sucessor, o democrata Joe Biden.

Quatro anos podem soar como pouco tempo — Trump perdeu a tentativa de reeleição em novembro de 2020 —, mas o conjunto de políticas públicas e o estilo de comando do principal líder populista de direita do mundo produziram profundos efeitos não só nos EUA como no mundo — e no Brasil, em particular. Ao menos parte dos aspectos da Era Trump devem seguir gerando repercussões, mesmo após a saída do republicano da Casa Branca.

Se não inaugurou o estilo, Trump foi o maior expoente de uma política feita a partir da comunicação rápida e direta com o eleitorado via redes sociais, em termos que muitas vezes contrariavam a liturgia do cargo e a hierarquia do partido.

Não raro ele quebrou regras tácitas da democracia americana, como ao se recusar a conceder sua derrota nas urnas ou ao se abster de participar da posse do sucessor.

Fonte: BBC BRASIL

Jose Roberto Neves

Comunicador Social, Formado em História pela Universidade Estadual da Bahia. Lecionou por mais de uma década na Escola Família Agrícola de Boquira e atualmente é editor do site Rede Boquira News e trabalha como radialista, exercendo a profiisão que sempre sonhou.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Que pena.