Priscilla Alcantara diz não cantar mais música após Bolsonaro postar canção

trilha sonora escolhida pelo chefe de Estado foi usada em um vídeo que mostra a criação de moradias entregues pelo Governo Federal. 

Priscilla Alcantara diz não cantar mais música após Bolsonaro postar canção

A cantora Priscilla Alcantara utilizou suas redes sociais na tarde desta quarta-feira, 31, para dizer que 'nunca mais' cantará Liberdade, lançada em 2018 como parte do álbum Gente. O tweet, um tanto quanto enigmático, instigou os internautas que questionaram o motivo da decisão.                               

                           

Logo, levantou-se a suspeita de que o post teria sido feito devido ao uso de um trecho da faixa pelo presidente Jair Bolsonaro, em um storie em seu perfil no Instagram. A trilha sonora escolhida pelo chefe de Estado foi usada em um vídeo que mostra a criação de moradias entregues pelo Governo Federal. 

A publicação, que já possui mais de 6 mil curtidas e 700 retweets, polarizou opiniões. Os fãs da artista brincaram com a situação e teceram elogios à sua atitude. "Apoiado, Pri. Esse senhor amaldiçoou a sua música. Deveria ser crime, esse homem usar uma música tão linda como essa”, comentou um internauta.                            

            

                      

Já os apoiadores do Governo atual criticaram posicionamento de Priscilla, chegando a chamá-la de "cristã de Taubaté" e "lacradora". "Faz isso mesmo, foi pra Globo, tem que seguir a cartilha. Que se dane que ele colocou a música nessa foto onde 4,8 milhões de pessoas conseguiram suas casas, o importante é lacrar com o fora Bolsonaro", escreveu um outro internauta. 

Apesar da enxurrada de críticas, Priscilla não se manifestou sobre o post, nem confirmou se ele de fato foi ou não direcionado ao presidente Bolsonaro. Recentemente, a artista recebeu diversos comentários negativos por parte dos evangélicos após se apresentar no Lollapalooza Brasil, no último domingo, 27, ao lado de Gloria Groove, uma cantora drag queen brasileira. 

 

Nunca mais vou cantar Liberdade

— você aprendeu a amar?

Fonte: O Povo