Saúde

Situação no AM gera comoção mundial, mas ajuda efetiva vem apenas da Venezuela

A situação que a capital amazonense vive nos últimos dias com a escassez de oxigênio nas unidades públicas e privadas de saúde tem gerado grande comoção mundial. Segundo declaração feita pelo governador do Amazonas nessa sexta-feira, 15, Wilson Lima (PSC), apesar dos olhares do mundo estarem voltados para cá, apenas a Venezuela ofereceu ajuda para disponibilizar equipamentos para suporte de oxigenação aos pacientes afetados pela segunda onda do novo coronavírus que assola o Estado.

“Com exceção desse contato da Venezuela, nenhum outro país ofereceu qualquer ajuda nesse sentido. Porque todas às vezes que há qualquer situação relacionada à Amazônia, relacionada ao meio ambiente, há uma comoção mundial de pessoas que vivem lá nos Estados Unidos, na Alemanha ou onde quer que seja, colocando postagem em rede social e criminalizando o cidadão que mora nessa região”, afirmou Wilson Lima.

O ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, anunciou nas redes sociais que iria procurar o governo do Amazonas para disponibilizar o oxigênio necessário. “Solidariedade latino-americana acima de tudo”, disse Arreaza na publicação. A ajuda de cilindros de oxigênio para dar suporte ao Estado deve chegar neste domingo, 17.

Fora o país fronteiriço, nenhum outro ofereceu ajuda, apesar de diversos veículos de comunicação estamparem o caos sanitário instalado nos últimos dias em Manaus. Um dos mais prestigiados jornais da imprensa internacional, The Telegraph, anunciou o estado emergência declarado pelo governo estadual com os seguintes dizeres. “Esperanças de ‘imunidade de rebanho’ diminuem em Manaus enquanto a cidade declara estado de emergência para conter o ressurgimento de Covid”.

O The Guardian, jornal britânico, estampou em sua página principal na internet que “profissionais de saúde no maior estado do Brasil estão implorando por ajuda e suprimentos de oxigênio após uma explosão de mortes e infecções por Covid”.

O site do jornal argentino “Clarín” diz que a situação da epidemia de coronavírus na capital do Amazonas é “desesperadora”. A reportagem destaca que profissionais da saúde têm que escolher quem vai ou não receber o pouco oxigênio disponível. “Nova variante do coronavírus no Brasil: a situação em Manaus, o epicentro do surto, está desesperada”

O jornal italiano “La Reppublica” cita a nova variante do vírus, e diz que a crise no estado do Amazonas “é desesperadora”. Eles destacaram o apelo de médicos e enfermeiras nas redes sociais com o fim dos estoques de oxigênio. “Brasil, tragédia de Manaus: o fim de oxigênio, o apelo de médicos e enfermeiros nas mídias sociais“.

Fonte: Jennifer Silva – Da Revista Cenarium

Jose Roberto Neves

Comunicador Social, Formado em História pela Universidade Estadual da Bahia. Lecionou por mais de uma década na Escola Família Agrícola de Boquira e atualmente é editor do site Rede Boquira News e trabalha como radialista, exercendo a profiisão que sempre sonhou.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Que pena.